Portugal Sou Eu e IVV assinam protocolo

O Portugal Sou Eu e o Instituto da Vinho e do Vinho (IVV) assinaram um protocolo que estabelece as regras de adesão, com acesso direto, dos produtos do setor vitivinícola qualificados com a marca 'Vinhos de Portugal/Wines of Portugal', ao selo 'Portugal Sou Eu'.

Criada pelo IVV, a marca 'Vinhos de Portugal/Wines of Portugal' destina-se exclusivamente a vinhos provenientes de uvas produzidas e vinificadas em Portugal, desde que se tratem de vinhos classificados com a DO -Denominação de Origem ou IG -Indicação Geográfica ou vinhos produzidos por entidades com o sistema de gestão de qualidade certificado.

Neste âmbito, são aderentes ao selo 'Portugal Sou Eu' as seguintes categorias de vinho: vinho novo ainda em fermentação, vinho licoroso, vinho frisante, vinho frisante gaseificado, vinho espumante, vinho espumante gaseificado, vinho espumante de qualidade, vinho espumante de qualidade aromático, mosto de uvas, mosto de uvas parcialmente fermentado, mosto de uvas concentrado, vinho proveniente de uvas passas e vinho de uvas sobreamadurecidas.

As condições de adesão, que agora são protocoladas, fazem com que já tenham aderido ao selo um total de 58 empresas produtoras ou engarrafadoras de vinho, que representam 430 referências de vinho entre DO – Denominação de Origem (311 referências) e IG – Indicação Geográfica (119 referências).

Para o Presidente do IAPMEI, Miguel Cruz, "para além de amplificar a divulgação das iniciativas Portugal Sou Eu e Vinhos de Portugal/Wines of Portugal nos mercados interno e externo, este protocolo irá reforçar a competitividade, a aposta na internacionalização e o desenvolvimento sustentável do sector vitivinícola nacional."

Para Frederico Falcão, Presidente do IVV, proprietário da marca 'Vinhos de Portugal/Wines of Portugal', "a parceria com o Portugal Sou Eu irá promover o desenvolvimento de ações que visam o reforço da visibilidade da marca Portugal na vasta oferta de produtos vitivinícolas portugueses de qualidade, dentro e fora de portas."

Autor: Ana Rita Costa
Fonte: VIDA RURAL

25 Setembro, 2015